Flor de Aruanda
O som da Flor de Aruanda é uma síntese entre a MPB, o rock e o rhythm and blues. Originária das ondas concêntricas geradas pelo tropicalismo, a banda foi fundada no Rio de Janeiro em maio de 2011 pela cantora Renata Lira e pelo baixista Alexandre Lira. Aruanda, palavra de origem banto, designa uma colônia espiritual, morada das almas benditas. Sua flor desabrochou aqui no Brasil, país formado por povos do mundo inteiro, sua essência é a paz universal.

A banda se reuniu após a realização do filme Quilombo (2010), produzido por Renata Lira, com trilha sonora de Alexandre Lira, baseada em pesquisa sobre ritmos afro-brasileiros. O documentário sobre a região serrana de Casimiro de Abreu (RJ) foi premiado em 2010 na “7ª Mostra Cinema Popular Brasileiro: cinema para os ouvidos”, realizada em Nova Friburgo (RJ), e selecionado pelo júri científico do IV Festival Internacional de Filmes de Pesquisa sobre Escravidão (2011/2012) para ser exibido em Paris, no México, Veracruz, Mérida, Chetumal, Dakar, Abidjan, Cotonou, Lomé, Ngaoundéré, Porto Príncipe, Havana, Ouagadougou, Rio de Janeiro, Quebéc e Toronto.

Em 2012, a banda lançou com Andy DJT, de Nápoles, o EP “Berimbau”, em homenagem à obra de Baden Powell e Vinícius de Moraes. Neste ano, realizou um show memorável no interior da cúpula Carl Sagan, no Planetário da Gávea e participou do Festival Primavera-Verão de Rio das Ostras. Em 2013 lançou o primeiro videoclipe, “Um amor acontece”, produzido pelo cineasta Álvaro Furloni. 

A Flor de Aruanda lançou seu primeiro CD na primavera de 2016, exclusivamente com músicas inéditas, e fez uma turnê de shows que percorreu a capital e o interior do Estado do Rio de Janeiro. 

Em maio de 2017 estreou o videoclipe “Estrela”, produzido por João Borges e Lou Doliver. Em junho foi lançada a versão ao vivo de “Um dia de Primavera”, gravada para a série Registros. A parceria com o produtor Carlos Savalla também resultou no lançamento de “Raio de Luz”. Em novembro, a banda disponibilizou nas plataformas digitais "Um amor acontece dub", uma trama de múltiplos delays e ambiências.

Em 2018, foram lançadas as músicas “Eu você e o mar”, em homenagem aos 60 anos da bossa-nova, e “Nossa história”, ambas disponíveis em áudio e vídeo para download e stream. 

No ano seguinte, a banda participou de eventos expressivos como o XVIII Festival de MPB de Pereira Barreto (SP), a Festa Africanidades na Feira da Estação em Casimiro de Abreu, a 10.ª FLIM de Santa Maria Madalena, o Woodstock in Sana e o Festival Sana Cultural 2019.

 

© 2019 by Flor de Aruanda & Liliana Ostrovsky